17/mai promete! + festa de abertura de Conexão Cacilda daqui a pouco (às 20h)

Eis mais uma de nossas maxi-postagens! Aqui vamos nós, pois o dia de amanhã (17/mai) promete, e hoje é dia de festa no Conexão Cacilda 😉

 

A convocatória para a edição do Free to Fall (SP) de 19/jun foi prorrogada até amanhã (17/mai). Nesta edição a mediação será de Daniel Fagundes, com curadoria de Érica Tessarolo e Paula Pi.

O F2F é uma noite reservada à apresentação de trabalhos artísticos assumidamente inacabados, rascunhos, esboços, ideias em construção. Destina-se a artistas de qualquer área e formação, desde que interessad@s em compartilhar esboços ligados ao (ou com) interesse no tema do corpo e do movimento e seus desdobramentos. As/Os artistas interessad@s em participar devem inscrever um esboço de, no máximo, 10 minutos de duração. Clique aqui para acessar a ficha de inscrição.

Criado e produzido originalmente por Lee Smikle em Londres desde nov/2011, com a parceria de Paula Pi nasce em out/2012 o Free to Fall São Paulo (cuja primeira edição aconteceu no Teatro TUCA Arena, com o apoio da PUC-SP e Independente Produção e Arte). Em 2013, o evento ganhou a parceria da Cultura Inglesa, com 4 edições previstas, a acontecerem todas no Teatro Cultura Inglesa de Pinheiros: 25/abr, 19/jun, 29/ago e 31/out.

[Ablução, performance de rua do grupo Galactodendron / foto: divulgação]

Amanhã (17/mai) também é a primeira noite de apresentação da performance Ablução, do grupo curitibano Galactodendron (PR), na Praça São Salvador (RJ). A performance dura 5 noites (com início sempre às 17h) e conta com a parceria do compositor carioca Orlando Scarpa, criador da trilha sonora do trabalho (que atua também como performer). As apresentações são gratuitas e possuem classificação indicativa livre.

Ablução tem sua origem em duas experiências anteriores do Galactodendron, na XXI Mostra de Teatro de Anápolis (GO) e na mostra Performeios, no Espaço Tardanza, em Curitiba (PR). Fruto de uma parceria entre as artistas Mariana Zimmermann e Sabrina Lopes, cada ação do processo é imaginada a partir do espaço em que se desenvolverá. Segundo Mariana e Sabrina:

Ao interferir cinco dias consecutivos no mesmo lugar, esperamos passar a responder perguntas, fornecer horários e estabelecer relações, que serão uma oportunidade para intensificar a intervenção do público.

A performance possui duração de 40 minutos e será cancelada em caso de chuva. Ablução foi contemplada com o prêmio FUNARTE Artes na Rua 2012. Para mais informações, escreva para fedordoanimal@gmail.com ou ligue (41) 9604-3735 / (41) 9650-2167.

E na Bahia, o edital Quarta que Dança 2013, promovido pela Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), foi republicado e seu prazo de inscrições foi prorrogado até amanhã (17/mai) (ver flyer acima). O projeto, que visa à difusão da dança em suas diversas vertentes, ao estímulo à pesquisa e à produção coreográficas na Bahia, recebe propostas de apresentação de espetáculos, intervenções urbanas, dança de rua ou de trabalhos em processo de criação.

Nesta edição, que comemora os 15 anos da iniciativa, foram ampliados o número de contemplados e o aporte financeiro disponibilizado: com R$194 mil, serão selecionados 21 trabalhos de temática livre, representando um panorama contemporâneo da diversidade da dança no estado. O texto atualizado do edital, bem como seus anexos, pode ser consultado aqui.

Amanhã (17/mai) também é dia de apresentação única de 2 ou 3 Coisas Que Eu Sei Dele, um ensaio coreográfico de Mariana Sucupira e Núcleo Cinematográfico de Dança (SP) (ver flyer acima). O trabalho é um solo de dança que se aproxima de um ensaio literário, uma “dança-ensaio”, como propõe Mariana:

São dois ou três pensamentos do corpo sobre cinema, Jean-Luc Godard, sobre a dança que se apresenta ou que poderia se apresentar. Três capítulos que se entrecruzam (…) A dança é construída e se desmancha pela intervenção da palavra: escrita, falada, ouvida, vista. Fragmentos narrativos, intertextualidades, citações, inflexões poéticas e plágios.

2 ou 3 Coisas Que Eu Sei Dele será apresentado às 20h, no contexto da IV Plataforma Estado da Dança (Teatro Sérgio Cardoso (SP)). O Teatro Sérgio Cardoso fica na Rua Rui Barbosa, 153 – Bela Vista – São Paulo (SP). Para mais informações, ligue para (11) 3288-0136 / 3287-8844.

[Cia. D Fora faz intervenções na festa de abertura de Conexão Cacilda / foto: divulgação]

E ainda trazemos mais notícias sobre o projeto de ocupação do Teatro Cacilda Becker (RJ), o Conexão Cacilda! Hoje (16/mai) é o dia da festa de abertura do projeto, logo mais às 20h, que terá direito a caldinho de feijão, cachaça mineira e intervenções da Cia. D Fora, especializada em dança vertical com uso de cordas e técnicas de escalada e rapel.

A entrada é gratuita, e é só chegar 😉 O ctrl+alt+dança estará presente, na figura de André Bern e Raíssa Ralola – aproveite e nos dê um abraço!

O Teatro Cacilda Becker fica na Rua do Catete, 338 – Catete – Rio de Janeiro (RJ).

E você? O que acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s