Oficinas, encontros e “jams” dão o tom da estação no Rio de Janeiro

Dança pela cidade e na cidade! Depois de uma temporada na Bahia, nas cidades de Xique Xique de Igatu e Capão, na Chapada Diamantina, o FEST JAM chega à cidade maravilhosa, o Rio de Janeiro. Em sua terceira edição, o evento que promove uma série de sessões de contato-improvisação (as chamadas “jams”) ao ar livre, começou no domingo passado e segue até quinta-feira (23/jan).

Desde seu surgimento até hoje, o FEST JAM se organiza coletiva e informalmente, sem ganhos para as/os organizador@s. A partir da segunda edição, o evento passou a promover a prática da “contribuição consciente” – os recursos recolhidos auxiliam a bancar os gastos básicos da empreitada.

Os horários das “jams” são variados, e pra quem quer conferir, ainda dá tempo de se integrar: amanhã (21/jan, entre 18h18 e 21h21) tem a Jammelúdica, com o apoio do Coletivo Mamelúdicos (leia mais na nossa postagem de ontem), na AABB Rio, localizada na Lagoa (a dica é levar materiais macios e flexíveis para compor movimentos em contato); na quarta-feira (22/jan), tem a Jammanhecendo, com concentração às 7h07 na Praia do Arpoador; na quinta, é a vez da Forest Jam, com encontro na pracinha do Alto da Tijuca às 11h11.

Vai perder?!

Também no Rio de Janeiro, duas oficinas relativas às ambiências da dança chegam à cidade no final deste mês. As duas atividades fazem parte do projeto Workshops da EIRA e acontecerão no Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto (ver flyer abaixo).

A primeira oficina, Workshop de Gestão de Projetos Internacionais (com Rui Silveira), acontecerá em 29-30/jan (11h às 14h) e promete um passeio por diferentes projetos culturais, tecendo relações entre arte, cultura e política. Já o Workshop de Desenho e Operação de Luz (com Nuno Patinho) será oferecido em 1-2/fev (14h às 18h) e traz como foco o processo criativo do iluminador cênico.

As inscrições podem ser realizadas pelo e-mail projeto.entre@gmail.com. O Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto fica na Rua Humaitá 163 – Humaitá – Rio de Janeiro (RJ).

Ainda na “vibração” das oficinas, o Teatro Xirê organiza (logo no início de fevereiro) o encontro Dramaturgia como Composição de Afetos, com atividades lideradas por Renato Ferracine e Norberto Presta (ver flyer abaixo). Trata-se de uma iniciativa auto-financiada, “com a cara e a coragem”, cujo objetivo é promover um espaço de encontro para reflexão sobre o trabalho d@s performers.

Se você ficou interessad@, movimente-se, pois ainda há vagas disponíveis. Saiba mais detalhes no flyer abaixo:

 

 

E você? O que acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s