Dentro e fora do teatro: alun@s de Licenciatura em Dança e Teatro da UESB no SESC Jequié (BA) + itinerância da Cia. Sansacroma (SP)

Começa hoje (21/jan) no SESC Jequié (BA) a semana de apresentações d@s alun@s dos cursos de Licenciatura em Dança e Teatro da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). As atividades seguem até o domingo (26/jan), com entrada franca, e integram a 8ª Mostra Cênica e Didática do Programa de Extensão “Engenho de Composição”.

A mostra é composta dos espetáculos Bola Pra Frente, dirigido e orientado por Roberto de Abreu; [… deixa que eu fique contigo por uma hora apenas…] Fragmentos de uma Solidão (ver flyer acima), de Iara Cerqueira (redatora de ctrl+alt+dança em Salvador (BA)); e Corpografias, de Neila Baldi. Cada um dos espetáculos tem duas sessões diárias, às 19h e 21h.

Além dos espetáculos, pequenas cenas e instalações (chamadas Interfaces Poéticas) ocuparão o hall do teatro do SESC Jequié. No dia 27/jan (seg, às 18h), na Sala Zero, ainda haverá um debate sobre os espetáculos apresentados. Intitulado Diálogos na Cena, o debate visa promover uma análise dos procedimentos de criação empregados sob perspectivas artísticas contemporâneas.

Pra quem estiver na UESB, a dica é pegar o ônibus que levará o público até o SESC. Haverá duas saídas diárias, às 18h30 e às 20h30, com ponto de encontro no portão de entrada da universidade.

[Bailarino da Cia. Sansacroma / foto: divulgação]

Em São Paulo, a Cia. Sansacroma volta a apresentar o espetáculo Outras Portas, Outras Pontes, desta vez em formato itinerante. Serão 16 apresentações, com entrada franca, distribuídas em cinco bairros paulistanos – Lapa, Cidade Tiradentes, Grajaú, Perus, Heliópolis, além da região central da cidade, no Edifício Copan; o início da itinerância está marcado para os dias 28, 29 e 30/jan, às 20h, no Tendal da Lapa.

Outras Portas, Outras Pontes foi contemplado pela 15a. edição do Programa de Fomento à Dança (SP) e conta com a direção artística de Gal Martins, além da direção coreográfica de Yaskara Manzini. O espetáculo, que possui classificação indicativa 14 anos, começa com uma caminhada cênica no entorno do Tendal da Lapa e termina nas dependências do próprio Tendal. Conforme explica Gal Martins:

A ideia é que seja uma singela homenagem crítica do Capão Redondo ao bairro da Lapa, onde essas realidades se cruzam em suas especificidades, suas ancestralidades se completam e se contemplam. A Lapa, para nós, é uma cidade à parte da cidade de São Paulo, assim como o Edifício Copan, que também foi escolhido para essa circulação (…)

Quem ficou interessad@ em conferir, deve ficar atent@, pois cada sessão comporta apenas 50 pessoas. As senhas serão distribuídas com 30 minutos de antecedência de cada apresentação, na porta do Tendal da Lapa. E fica a dica: em caso de chuva, não haverá espetáculo.

O Tendal da Lapa fica na Rua Constança, 72 – Lapa – São Paulo (SP).

E você? O que acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s