Norberto Presta apresenta últimas sessões de “Cachorros Dançantes” na Parabólica Ocupação (RJ)

[Norberto Presta em Cachorros Dançantes / foto: Jörg Hemmen]

Em cartaz na programação da Parabólica Ocupação desde a semana passadaCachorros Dançantes, espetáculo de Norberto Presta, ganha suas últimas sessões no Teatro Cacilda Becker (RJ) neste final de semana (2-4/mai). Com apresentações nesta sexta e sábado (às 20h), e domingo (às 19h), o solo de Norberto parte do relato das peripécias de um morador de rua e questiona as noções de preconceito e aceitação do outro numa encenação que integra diferentes campos de expressão artística, tais como dança, teatro, música, literatura e audiovisual.

Conforme explica o artista:

Acho que todo o processo de criação tem a ver com a memória. É uma memória compartilhada, não é uma memória como recordação. É uma memória que se confunde com as outras memórias, é a memória do outro que contamina as minhas. No processo de criação, essas memórias encontram como que um espaço em comum, se transformam em algum modo de expressão.

Ainda sobre o processo criativo de Cachorros Dançantes, Norberto nos conta que tudo partiu de uma memória física, de uma improvisação cênica onde dança e teatro se misturam:

Nessa improvisação, eu não sabia muito do que estava falando, mas ficaram as sensações, as imagens que, em algum momento – que eu também não sei porque – precisei colocar em forma de relato, de texto escrito, que foi em si mesmo uma improvisação. Improvisação como um fluxo de imagens que partem do inconsciente e, aos poucos, foram construindo um relato no qual somente na minha leitura final conseguia reconhecer algumas memórias, minhas e dos outros: a dor da perda do pai, a saudade permanente de um espaço que se chama casa, a visão perturbadora de moradores de rua no Rio de Janeiro, a presença dos transexuais nas ruas, as crianças todas. Eram como imagens que se contaminavam e se relacionavam numa história comum. E como eu sou pessoa de teatro, uma vez reconhecido esse relato na escritura, precisei colocá-lo em cena de um modo, talvez ambicioso, porque já que tinha a ver com o teatro, a dança e a literatura, quis também que tivesse a ver com outras duas paixões, que são a música e o cinema.

O texto do espetáculo, inclusive, deu origem ao livro homônimo, publicado pela Editora Lamparina Luminosa em 2013 e lançado na semana de pré-estreia no SESC Campinas (antes da estreia na Alemanha). Na Parabólica Ocupação, o livro foi apresentado no contexto do Café com Dança (24/mai), que promove encontros entre artistas, autor@s de livros e o público.

Cachorros Dançantes é o sexto espetáculo solo criado por Norberto, próximo aos 60 anos de idade – dos quais mais de 40 são dedicados à arte, numa trajetória profissional desenvolvida entre Argentina, Alemanha, Espanha, Itália, Suíça e Brasil. No espetáculo, o artista-pesquisador conta com toda uma equipe de profissionais que atuam como supervisor@s técnic@s de cada uma das linguagens apropriadas: desde a orientação de movimento de Andrea Elias, passando pela trilha sonora original de Alexandre Moraes e André Oliveira, até a assistência de vídeo de Germán Wiener e a iluminação de Lucas Rodrigues.

O espetáculo possui classificação indicativa 14 anos. Abaixo, você pode conferir um vídeo de divulgação de Cachorros Dançantes:

 

O Teatro Cacilda Becker fica na Rua do Catete, 338 – Catete (próximo ao metrô Largo do Machado) – Rio de Janeiro (RJ).

 

 

 

Um comentário sobre “Norberto Presta apresenta últimas sessões de “Cachorros Dançantes” na Parabólica Ocupação (RJ)

E você? O que acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s