Na ponte RJ-SP: lançamento de livro + estreia de “Intérpretes em Crise”

Amanhã (13/mai) é dia de lançamento de livro no Rio de Janeiro. Trata-se de “Corpos em Obras: um olhar sobre as práticas da cidade”, da artista-pesquisadora (e professora dos cursos de graduação em Dança da UFRJ) Marta Peres.

Publicado pela Annablume Editora, o livro é fruto da tese de doutorado de Marta, defendida na Universidade de Brasília (UnB). Conforme descreve o texto de divulgação: “A busca de compreender por que o corpo se tornou tão importante, de certa maneira, nas sociedades ocidentais contemporâneas motivou as reflexões levantadas neste ensaio”.

Em conversa via Skype com André Bern (editor de ctrl+alt+dança), que se converterá num de nossos próximos podcasts, Marta conta sobre o que a levou ao programa de doutorado em Sociologia na UnB após uma experiência de trabalho como professora de dança no Hospital Sarah (dedicado a serviços e programas de reabilitação):

É muito difícil, em nossa sociedade contemporânea, a gente estar safisfeito com o nosso corpo (…) Essa instatisfação é socialmente produzida. Isso é o que me levou às questões que se desdobraram na tese de doutorado. Eu fui buscar o referencial das Ciências Sociais, especificamente no departamento de Sociologia. Eu me colocava essas perguntas: por que a maior parte das pessoas não está satisfeita com seu corpo hoje? Por que existe esse modelo de boa forma, magro e com músculos? Por que a maneira de alcançá-lo é geralmente associada a um tipo de cultura corporal, que é hegemônica, baseada nessa ideia de exercício?

O lançamento do livro acontecerá na Livraria da Travessa, às 19h, em Ipanema. A noite promete ser bastante animada e de muita conversa. Conforme a própria Marta avisa: “Vai ter performance e devemos ficar lá até meia-noite!”

A Livraria da Travessa fica na Rua Visconde de Pirajá, 572 – Ipanema – Rio de Janeiro (RJ).

Em São Paulo, Aline Bonamin e Clarice Lima estreiam Intérpretes em Crise numa temporada que se estende de amanhã até 28/mai (ver flyer acima). Com apresentações no SESC Pinheiros, o trabalho questiona o lugar d@s intérpretes na contemporaneidade e problematiza as condições envolvidas na criação e difusão de um espetáculo de dança contemporânea, passeando pela memória da dança e seus clichês.

Aline e Clarice explicam:

Intérprete que quer ser intérprete, que faz 3 aulas por dia, que toma redbull e relaxante muscular, que dança numa grande companhia, que não come glúten, que pinta o cabelo de acaju, que tem espetáculo agendado até 2015 e isso é tudo que sempre quis, que se sente cansado a maior parte do tempo, que não vai operar o joelho, que engordou, emagreceu, engordou, emagreceu e começou a fumar, que não é um jovem coreógrafo, que adora camarim, cheiro de mofo e naftalina, que não escreve projetos nem trabalha com produção, que leu Dançar a Vida de Roger Garaudy, que dança de meia no linóleo, que gosta de romance, cinema e de drink no dancing. Dançar dói.

Intérpretes em Crise fica em cartaz sempre às terças e quartas-feiras, na Praça do SESC Pinheiros, às 20h30. A entrada é gratuita.

O SESC Pinheiros fica na Rua Paes Leme, 195 – Pinheiros (próximo ao metrô Faria Lima) – São Paulo (SP).

 

 

E você? O que acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s