Festival Nacional de Dança de Juiz de Fora (MG): André Bern lança 3 perguntas a Raíssa Ralola sobre reverberações do evento

[Raíssa Ralola / foto: André Bern]

Um ano depois da realização da 5a. edição do Festival Nacional de Dança de Juiz de Fora (MG), durante a qual ctrl+alt+dança esteve presente fazendo registros e conversando com artistas e públicos, André Bern (editor deste blog) lança 3 perguntas a Raíssa Ralola (gerenciadora de conteúdo de ctrl+alt+dança e membro da Comissão de Dança da cidade de Juiz de Fora). A breve conversa gira em torno do cenário atual da dança na cidade e as possíveis reverberações da 5a. edição do festival.

 

André Bern: Que reverberações pós-Festival você – que viveu em 2013 um momento de reaproximação das questões da dança em Juiz de Fora – tem percebido?

Raíssa Ralola: De certo modo, meus outros dois textos/relatos críticos, destinados ao Festival de Dança de Juiz de Fora [“Do oikos para a polis” (publicado em 28/jul/2013); e “Texto solo em três atos” (publicado em 4/dez/2013)], versam um pouco sobre isto, sobre estas reverberações. Inicialmente, percebo que o novo formato deste festival de dança de 2013 já é reverberação de uma movimentação recente e anterior a ele, a partir da criação da Comissão Municipal de Dança no fim do ano de 2011, dentro do Fórum Municipal de Cultura. Tratou-se da junção de pessoas para pensar o movimento de dança e representar a classe na cidade. Considero 2013 um ano movimentado politica e criativamente no histórico da dança da cidade. Retornei a JF (após um afastamento de residência da cidade de quase três anos) para acompanhar o Festival e produzir material sobre o mesmo através do ctrl+alt+dança, e vi um novo panorama. Pessoas organizadas e articuladas, trabalhando colaborativamente em um novo formato, levando em consideração particularidades das diferentes danças existentes na cidade. Findo o festival, penso que nossos textos são a primeira reverberação concreta deste evento, pois são eles que retornam aos artistas e trabalhadores da dança um posicionamento mais distanciado e crítico deste panorama local e suas produções. Além dos textos, duas proposições em períodos aproximados na Universidade Federal de Juiz de Fora, de certo modo, são frutos. Talvez não do evento – o Festival, especificamente – mas do desejo e da necessidade que a cidade apresenta hoje, de fomentar a arte da dança em suas múltiplas vertentes. Estas proposições são: o Fórum “Diálogos em Dança”, com a pauta de criação de um curso de graduação em dança (proposta pela professora Alice Mayer, da Faculdade de Educação Física (Faefid)), em novembro de 2013; e o lançamento da Pós-Graduação em Dança, Intermidialidade e Tecnologia (proposta pelo professor João Queiroz, do Instituto de Artes e Design (IAD)).

A: Em que medida a nova edição do Festival em 2014 acontece como desdobramento das ações promovidas no ano anterior?

R: Em 2014, ano subsequente à edição da qual tratamos (o 5º Festival de Dança de Juiz de Fora), decidiu-se pela não realização do 6º Festival, prioritariamente devido a novas estruturações financeiras. Por isto e outros pontos mais, houve a decisão da transformação do Festival em um evento bienal, com início em 2015. Logo, em 2014, dentro de um mês especial e comemorativo do aniversário da cidade, o Maio Cultural, foram inseridas pontuais programações de dança, tais como mostras, fórum, oficina e ações do Festival CAUSA. Neste ínterim, pudemos realizar um rico fórum, recebendo o curador da Bienal Internacional de Dança do Ceará, David Linhares, e os integrantes do Como Clube – Ana Dupas, Allyson Amaral e Caio César – onde novas conversações foram travadas sobre os circuitos de arte do país, as produções em outros contextos culturais, e nossa cidade, seus braços e ligações.

[Clique aqui e confira uma breve conversa com Ana Dupas (Como Clube (SP)) numa ação do Festival CAUSA <ações artísticas> em 2014, dentro da programação de dança do Maio Cultural, em Juiz de Fora (MG).]

A Bienal da Dança de Juiz de Fora será inaugurada em outubro de 2015 e é claro que uma nova estrutura revela também uma nova cara – que muito tem me agradado. O novo formato do evento municipal de dança da cidade agora traz um importante mote de fomento: o Edital de Incentivo à Criação e Pesquisa em Dança para Artistas e Grupos Locais. Tal edital vai contemplar – com recursos financeiros, artísticos e técnicos – artistas e grupos da cidade para a pesquisa e criação de novos trabalhos de dança ao longo de oito meses, no período entre fevereiro e setembro de 2015. No mês seguinte, esses artistas se apresentam na 1ª Bienal da Dança de Juiz de Fora, que terá como tema “A Pesquisa em Dança”. Vale ressaltar que o edital é fruto de uma proposição feita numa das reuniões de avaliação da 5º Edição do Festival em 2013 (na qual estava em pauta a ínfima participação dos artistas de Juiz de Fora nos espaços de apresentação do Festival de sua cidade) e burilada coletivamente por membros da Comissão de Dança e da Funalfa.

A: Que outras conquistas a Comissão de Dança da cidade vem garantindo em suas articulações?

R: Penso que a Comissão Municipal de Dança de Juiz de Fora vem garantindo essencialmente uma possibilidade de representação dos artistas da cidade junto ao poder público, além de uma atuação continuada em parceria com o mesmo. Através de uma lente muito pessoal, visualizo a cidade como um solo fértil, mas muito pouco germinado. E o que esta Comissão tem podido fazer é lançar sementes latentes para que este solo se engravide, a fim de parir frutos fortes. Penso ser esta uma imagem que exemplifique satisfatoriamente o cenário atual da cidade mineira aqui em questão. Há muito a ser feito, e desejamos fazê-lo!

E você? O que acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s