Entre Vitória (ES) e São Paulo: Cia. Urucum e Alex Cassal apresentam trabalhos com entrada franca

[Embrincando, com a Cia. Urucum / foto: Flávia Macedo]

Contemplado pelo Prêmio FUNARTE Klauss Vianna de Dança 2013 para circulação de espetáculos, Embrincando, com a Cia. Urucum, ganha uma apresentação única (com entrada franca) no SESC Glória (ES) nesta terça-feira (7/out, às 19h). A sessão integra o Festival Aldeia SESC Ilha do Mel 2014, na cidade capixaba de Vitória.

Embrincando apresenta a personagem Mariana que, de castigo, inventa mil fantasias para passar o tempo, tornando-o um momento de diversão e aprendizado. Interpretada por Déia Carpanedo (ver foto acima), a personagem abstrai uma voz que dá ordens e broncas, interagindo com o público e executando atos musicais (cujas canções foram compostas especificamente para o espetáculo por Deyvid Martins, Plínio do Carmo e Marcus Neves). Miriam Druwe assina a direção coreográfica de Embrincando.

Para quem está na cidade e ficou animad@ em conferir o trabalho, basta chegar com uma hora de antecedência à bilheteria do SESC Glória, onde os ingressos serão distribuídos gratuitamente. O SESC Glória fica na Avenida Jerônimo Monteiro, 428 – Centro – Vitória (ES).

[Dança ao Redor: Performances (Segredos), de Alex Cassal / foto: divulgação]

Em São Paulo, Dança ao Redor: Performances (Segredos) inicia uma breve temporada a partir desta quarta-feira (8/out) no Centro Cultural São Paulo (CCSP). Dirigido por Alex Cassal, o trabalho prioriza o caráter relacional da performance, na qual cada pessoa estabelece sua própria forma de participação.

Com sessões gratuitas, o público participa individualmente (um@ a cada vez) durante aproximadamente 15 minutos, em jornadas que podem envolver outr@s performers e se estender por horas a fio. Além do próprio Alex, o trabalho conta com a performance de Karine Cupertino, Leticia Sekito, Luciana Paes e Márcio Borges em diferentes espaços do CCSP.

Conforme explica o texto de divulgação de Dança ao Redor, o trabalho “pode ser uma partilha de segredos íntimos, graves ou não (…) o performer não é o protagonista, mas sim proponente de um espaço de troca e confronto, um espaço vazio que pode ser ocupado pelas experiências dos espectadores”. Em diversos formatos e durações, o trabalho já foi realizado em espaços como apartamentos, clubes noturnos, centros culturais e um hospital desativado.

A temporada de Dança ao Redor: Performances (Segredos) no CCSP segue até 11/out (sáb), de 16h às 20h. Não há necessidade de retirada de ingressos.

O CCSP fica na Rua Vergueiro, 1.000 – Paraíso (próximo às estações Paraíso e Vergueiro do metrô) – São Paulo (SP).

E você? O que acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s