Danças urbanas na ponte RJ-SP: Cia. Híbrida e Vanilton Lakka apresentam espetáculos que dialogam com a dança contemporânea

[Cia. Híbrida em Olho Nu / foto: Ruy Correa]

Amanhã (10/out, às 19h) é dia de estreia no Rio de Janeiro: a Cia. Híbrida apresenta seu novo trabalho, Olho Nu, no Espaço SESC (Sala Multiuso). Com classificação indicativa livre, o espetáculo permanece em cartaz até 2/nov.

Última parte de uma trilogia de espetáculos dedicados às relações entre hip-hop e fragilidade, Olho Nu segue propondo reflexões sobre corpos que, em geral, dedicam-se ao papel de entreter e atender às expectativas daquel@s que os assistem. Em cena estão Jefte Francisco, Raphael Lima, Luciana Monnerat, Luciano Mendes, Daniel Oliveira, Fábio de Andrade, Marjory Lopes e Mailson Morais.

O espetáculo conta com a preparação corporal de Aline Teixeira e a iluminação de Renato Machado. A direção geral e concepção de Olho Nu são assinadas por Renato Cruz, coreógrafo da companhia.

Com sessões às sextas e sábados (às 19h) e aos domingos (às 18h), o espetáculo possui classificação indicativa livre, e ingressos a R$20 (inteira), R$10 (meia-entrada para jovens até 21 anos, estudantes, idosos e classe artística) e R$5 (associad@s SESC). Uma dica importante: nos dias 25 e 26/out não haverá apresentações devido às eleições – por outro lado, o público poderá conferir sessões extras nos dias 23 e 30 (quintas, às 19h).

Para quem também se animar em “trocar figurinhas” com a Cia. Híbrida, a temporada inclui uma oficina de iniciação às danças urbanas, gratuita e aberta ao público (a partir de 12 anos de idade). Há apenas 20 vagas disponíveis – as atividades acontecerão nos dias 11 e 18/out e 1/nov, sempre de 15h às 16h30. É necessário se inscrever através do e-mail: espacosesc.faleconosco@sescrio.org.br.

O Espaço SESC fica na Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana – Rio de Janeiro (RJ).

[Vanilton Lakka em Interferência Inacabada / foto: Marcio Vasconcelos]

Em São Paulo, Vanilton Lakka apresenta um programa duplo com os solos Interferência Inacabada… preste atenção no ruído ao fundo Sujeito CorpóreoQuem estiver na cidade poderá conferir os trabalhos de amanhã a domingo (10 a 12/out) no SESC Belenzinho.

No programa, Vanilton propõe experimentações entre dança contemporânea e padrões de movimento surgidos a partir de sua experiência com o universo do hip-hop. Em Interferência Inacabada (realizado em parceria com o DJ-performer Fernando Prado), a pele se apresenta como tecido de captura e geração de sonoridades, enquanto Sujeito Corpóreo se constrói como um “mostruário de coleções”, de camadas e negociações que deram origem ao corpo do artista-intérprete.

As apresentações possuem classificação indicativa livre e acontecerão às 20h30 (sexta e sábado) e às 17h30 (domingo), com ingressos a R$10 (inteira), R$5 (meia-entrada) e R$2 (associad@s SESC). O SESC Belenzinho fica na Rua Padre Adelino, 1.000 – Belem – São Paulo (SP).

E você? O que acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s