[Tem na Midiateca] Memória, liberdade e expressividade em 3 audiovisuais disponíveis no acervo do Centro Coreográfico (RJ): Tatiana Leskova, Maria Duschenes e Angel Vianna

Nesta nova oportunidade de mergulho no acervo do Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro, dando prosseguimento ao tom das memórias, a série Tem na Midiateca apresenta três materiais audiovisuais distintos sobre grandes bailarinas e educadoras: Tatiana Leskova, Maria Duschenes e Angel Vianna. Indispensável dizer que as muitas construções históricas da arte do movimento no Brasil derivam de mulheres como essas, que dedicaram-se de corpo e alma à dança. Os volumes sobre os quais tratarei põem em foco a vida dessas três grandes damas.

[Tatiana Leskova (alto), Maria Duschenes (esq.) e Angel Vianna (dir.)]

Tatiana Leskova viveu bailando, ensinando, coreografando, mantendo pulsante a dança clássica, e soube fazer desta seu ideal de existência. A bailarina aportou no Brasil em 1932 após um longo giro pelo mundo em turnê com o Balé Russo, coreografado por ninguém menos que George Balanchine.

Depois de se apaixonar por um brasileiro e fixar moradia na cidade do Rio de Janeiro, Tatiana foi diretora e primeira bailarina do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, abriu uma importante escola de dança na cidade e foi mestra de importantes bailarinos clássicos. “Tem na Midiateca” o documentário Tatiana Leskova – Nos Passos de uma Bailarina Solta no Mundo, que versa sobre a vida e a carreira desta grande artista.  

“Com a dança a gente fala com o mundo”, gostava de dizer Maria Duschenes, professora e coreógrafa. Imigrante húngara vinda para o Brasil aos 18 anos, refugiada da 2ª Grande Guerra, esta dama, filha da dança expressiva alemã, foi aluna d@s mestr@s Rudolf Von Laban, Lisa Ullmann e Kurt Jooss.

Dona Maria, como era chamada pel@s alun@s, povoou a cidade de São Paulo com expressividade a partir da década de 1940, foi pioneira na dança moderna no Brasil e na introdução do trabalho de Laban no país. “Tem na Midiateca” o documentário Maria Duschenes – o Espaço do Movimento, filme de Inês Bogéa e Sérgio Roizenblit, que vale a pena assistir.

Por último mas, de nenhum modo, menos importante, “Tem na Midiateca” o DVD Acervo Angel Vianna, uma coletânea de documentos históricos relativos à vida e à obra da bailarina, coreógrafa e educadora – que, em 2013, completou 60 anos de dedicação à arte da dançaAngel é mestra da dança contemporânea e da conscientização do movimento.

Com formação inicial clássica, transmutou para uma outra dança, pesquisada em parceria com seu companheiro Klauss Vianna. Angel e Klauss migraram do balé clássico às práticas de expressão corporal, e criaram métodos próprios de trabalho – abarcados atualmente dentro do campo da Educação Somática. São eles: Metodologia Angel Vianna e Técnica Klauss Vianna. O acervo reunido no DVD é um grande inventário, onde constam fotografias de família e de cenas de dança, cartas, telegramas, desenhos de figurinos e cenários que fizeram parte da história da artista.

Para quem ficou interessad@ em conferir os materiais, a Midiateca fica no 3º andar do Centro Coreográfico: é aberta ao público para visitação e consulta de seu acervo, e funciona de terça a domingo (9h às 18h). O Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro fica na Rua José Higino, 115 – Tijuca (metrô Uruguai) – Rio de Janeiro (RJ).

 

[*] esta postagem integra o projeto de residência de conteúdo Casinha ctrl+alt+dança / Centro Coreográfico da Cidade do Rio de Janeiro.

 

 

E você? O que acha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s